Logo

Contra a criminalização dos operários de Jirau

O Movimento Marxista 5 de Maio – MM5 repudia o julgamento dos 24 operários grevistas de Jirau, que será realizado nesta quinta-feira (29), em Porto Velho, Rondônia. O julgamento dos trabalhadores que estão construindo a usina de Jirau não passa de uma encenação cujo objetivo é criminalizar as lutas da classe trabalhadora.


Prova disso foi mais uma prisão arbitrária do companheiro Raimundo Braga da Cruz Souza, que havia sido preso em razão da greve que aconteceu entre os dias 8 de março e 3 de abril. Depois de já ter sido julgado e absolvido, Souza foi preso dois dias após sua audiência de indenização trabalhista, acusado de roubo pela política.

A audiência desta quinta-feira, marcada para instrução e julgamento de 24 operários grevistas, dos quais 12 continuam desaparecidos, apesar de oficialmente estarem registrados como presos, é mais um ataque direto ao direito de greve do proletariado. Portanto, o MM5 repudia o julgamento e solidariza-se com os operários de Jirau, vítimas de torturas na carceragem.

Todos à luta pelo direito de greve!

Contra a criminalização dos operários grevistas de Jirau!


 

 




© Copyright 2011 - 2012 www.mmarxista5.org