Logo

O Mupro e a universidade burguesa

 

O MM5 está lançando o Movimento Universidade Proletária (Mupro), que pretende ser o polo aglutinador e referência de um novo tipo de movimento universitário. Um movimento cujo horizonte não se limite à luta contra a privatização das universidades públicas, da pesquisa e do ensino, por mais importantes que sejam tais lutas, sobretudo numa conjuntura em que os serviços públicos vêm sendo destruídos e sucateados pela política do atual governo.

Para nós, há que se discutir o papel da universidade no interior das formações sociais capitalistas, onde a universidade cumpre o papel de reprodutora da divisão em classes, na medida em que reforça a ideologia pequeno -burguesa de seus integrantes (docentes e estudantes), reificando o que, para Marx, é um dos promotores centrais dessa divisão: a separação entre trabalho manual e trabalho intelectual.

Na atual conformação da universidade brasileira, há que se opor também a um conceito de universidade que, em essência, reforça um cretinismo academicista que só serve para mergulhar ainda mais os estudantes e docentes em simpósios, seminários e intermináveis congressos — muitos deles com apoio inclusive de ONGs — cujo resultado é formar uma ‘intelectualidade’ completamente refratária a qualquer modificação fundamental em seus medíocres parâmetros de vida pequeno-burguesa. Em outras palavras: uma ‘comunidade acadêmica’ antirrevolucionária e antiproletária, como aliás é a característica histórica da pequena-burguesia, que só se preocupa em melhorar o seu padrão de vida na sociedade capitalista.

Não é à toa que, na universidade, o marxismo, como corrente teórica, foi e continua sendo tão atacado, caluniado e vilipendiado, em detrimento da ascensão do neorreformismo gramsciano, tão confortável aos acadêmicos pequeno-burgueses por lhes proporcionar um verniz de esquerda que os desobriga de lutar por qualquer transformação social significativa.

Há que se lutar por uma universidade proletária, que comece por questionar os próprios fundamentos da universidade burguesa e seu balofo mundo acadêmico.


 

 




© Copyright 2011 - 2012 www.mmarxista5.org